Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

17 de mai. de 2018

Capim Grosso: Justiça cumpre ordem de despejos contra famílias que invadiram casas populares

Atendendo um pedido feito pelos contemplados das 24 casas populares do Bairro Estação da Luz, a Justiça determinou na manhã desta quinta-feira, 17, que fossem cumprido a Ordem de Despejo dos moradores que invadiram as casas desde do ano de 2016.
O Ministério Público já havia dado um prazo para que os ocupantes das casas deixasse os imóveis, mas como os moradores não deixaram, a Justiça executou a ordem de desocupação. Os ocupantes tiveram que retirar seus móveis das casas, após receber a ordem dos oficiais de justiça que foram acompanhados da Polícia Militar.

Os moradores cobraram da prefeitura na pessoa da doutora Lydia uma solução para eles, que não tinham para onde ir, diziam que tinham quatro filhos e não tinham nem o que comer. Sobre muito desesperos alguns ocupantes tentaram queimar pneus e sofás como um ato de protesto, mais a PM controlou a situação.

A prefeitura enviou a Guarda Municipal, um caminhão para transportar os moveis e disponibilizou um espaço para que os bens dos moradores fossem guardados. O chefe da Guarda Graciliano disse que ação não partiu da prefeitura e sim dos contemplados no sorteio que são os verdadeiros donos das casa.

Da redação FR Notícias

Homem morre após trocar tiros com a polícia em Baixa Grande

Auto de resistência.
No início da noite desta quarta-feira, 16 de maio de 2018, por volta das 18h40min, os policiais militares estavam de  plantão no 3º Pelotão de Baixa Grande-BA, quando receberam um comunicado que havia um homem portando uma arma de fogo, circulando na Avenida 2 de Julho.

A guarnição saiu  para averiguar a denúncia e encontrou o homem, identificado como José Gomes de Jesus, vulgo “Zego”, de 58 anos. Os policiais  determinaram  que ele se entregasse e que colocasse a arma que portava ao chão, dando voz de prisão ao mesmo. 

O homem não obedeceu ao comando e a determinação policial, apontou a arma para a guarnição, efetuou o disparo, que atingiu o PM Laercio da Silva Oliveira, na região do  braço direito, no dedo anular direito e na região do peito e tórax do colete. 

Não havendo outra alternativa, para proteção da guarnição e da incolumidade física dos integrantes da mesma, houve o revide a injusta e ilegal  agressão, com disparos em direção ao resistente, tendo este, mesmo após ser atingido, insistido em não largar a arma, o que só o fez, quando veio cair ao chão. 

Em seguida, foi prestado o devido e imediato socorro ao hospital local, onde a vítima e o resistente foram atendidos, sendo que o resistente foi regulado e encaminhado ao Hospital Geral Cleriston Andrade e o PM Laercio foi liberado depois dos devidos cuidados médicos.

Os disparos do resistente atingiram com dano além do policial,  o colete balístico, a gandola e a capa do colete do mesmo.  Mesmo estando de posse de um fuzil, a guarnição colocou o mesmo em bandoleira e fez unicamente uso da pistola, aplicando, assim, o uso moderado da força. O resistente, ao chegar próximo a cidade de Feira de Santana, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.     

Providências:

Lavrada ocorrência 149.2018, lavrado  auto de resistência. Acionado o DPT para remoção de corpo, pericia médica (Guia 15 e 16/2018) e de local de crime (Guia 149/2018).       

Auto de resistência. 

12ª COORPIN Itaberaba.                                                                                                                                                
Delegacia de Policia Civil de Baixa Grande.  
                                                                                                                                   
Fonte: Dr. Almir Góes.

Visita Online