Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

26 de fev. de 2021

Justiça decreta prisão de ex-prefeito acusado de estuprar 2 irmãs e do pai

 

A Justiça decretou a prisão do ex-prefeito de Serrolândia (BA), Jaime Ferreira Franco (PSD), 84, acusado de estuprar duas irmãs, de 21 e 24 anos, que, segundo o laudo psiquiátrico, apresentam problemas mentais. A decisão também inclui o pai delas, Genivaldo Cruz. Os dois estão foragidos e são procurados pela polícia.

Em depoimento, uma tia das vítimas afirmou que as duas irmãs começaram a ser abusadas quando ainda eram crianças. A tia disse ainda que os estupros ocorriam com a conivência do pai, Genivaldo Cruz. Segundo o escrivão Arlelo Mota França, que registrou o depoimento, a mulher contou que o pai era caseiro de Franco e vendia a filha em troca de carros e outros produtos.

Tentamos falar com Franco e Cruz, mas eles não foram localizados, nem seus advogados. A polícia recebeu a informação de que o ex-prefeito estaria escondido em um de seus apartamentos em Salvador.

 O escrivão disse que os advogados de Franco telefonaram para o delegado de Serrolândia ontem, se comprometendo levá-lo para depor desde que o ex-prefeito não fosse preso. "O delegado respondeu que não há acordo", afirmou.

O caso veio à tona depois que um vídeo gravado no último fim de semana pela tia das vítimas chegou a movimentos feministas. A filmagem mostra Franco deitado nu em cima da irmã mais nova, enquanto ela permanece impassível assistindo a um desenho animado. 

A tia e uma amiga entram no quarto e discutem com o ex-prefeito. Acompanhada de uma amiga, a tia pede, sem sucesso, para que Jaime saia de cima da vítima. 

"Não pode fazer isso não Jaime", diz a tia. "Besteira", responde Jaime. 

A conversa continua. "Agora pode sair do quarto", fala Franco. "Vou sair, mas vou levar a fita para a polícia e você vai ser preso", conclui a tia. 

A tia acionou o movimento ativista Vítimas Unidas, que procurou a polícia e o Ministério Público. 

De acordo com o escrivão, o laudo da polícia apontou que a irmã mais nova teve relações sexuais recentemente. O escrivão afirmou que a tia também entregou à polícia um laudo psiquiátrico que aponta que as duas irmãs fazem tratamento para controle de doenças mentais.

Além da tia, a polícia tentou tomar o depoimento da vítima que aparece no vídeo. "Mas infelizmente ela só fica rindo. Parece que não sabe de nada que aconteceu. É uma situação revoltante", disse França. 

A ativista Maria Carmo dos Santos, do Vítimas Unidas, disse que movimentos feministas da Bahia começaram a receber de denúncias de outras mulheres e até mesmo de adolescentes que teriam sido violentadas pelo ex-prefeito.

Fonte: UOL

Visita Online