Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

26 de jan. de 2018

Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de São José do Jacuípe fala sobre atraso no pagamento de salários

Em meio a audiência pública realizada na Câmara Municipal de Vereadores de São José do Jacuípe, na manhã desta sexta-feira, 26 de janeiro, de iniciativa da gestão do prefeito Erismar de Amadinho, PV, o REPORTERBAHIA, a notícia com responsabilidade, conversou com o presidente da casa, o vereador Gerson Guimarães, PSDB, eleito em 1º lugar com 8.30% dos votos válidos, correspondente a 531 votos.
Na justificativa do presidente em relação às cobranças dos vereadores Zé de Herculano e Tonho de Nonó, o atraso foi apenas de cinco dias. “O atraso na verdade foi apenas de cinco dias e é bom lembrar que tenho até o dia 30 de cada mês para efetuar o pagamento dos vereadores”, explicou o vereador.
Perguntado sobre os reais motivos do atraso, o presidente da CMV disse: “Na verdade eu estava fazendo algumas consultas no TCM – Tribunal de Contas dos Municípios, por conta do meu índice que não pode ultrapassar 70%, tenho que fazer tudo conforme a lei, agora se eles querem prejudicar minha vida para eu não ser candidato acredito que esse não seja o caminho”, colocou Gerson Guimarães.
Outro assunto abordado pelo presidente na entrevista girou em torno do projeto de lei que pede pelo pagamento do 1/3 de férias e 13º salário. “A Câmara de Vereadores não tem condição de pagar o que foi votado pelos vereadores em relação ao 1/3 e 13º salário. Eu pagando aos verdores, vou ultrapassar o índice e terei as minhas contas rejeitadas, portanto no meu entendimento é pedir pela revogação do projeto ou então baixar o nosso salário em 400 reais ou até mais do que isso, caso contrário não tem como pagar o que foi votado pelos vereadores”, explicou o presidente.
Quanto a audiência pública promovida pela gestão do prefeito Erismar de Amadinho, PV, para tratar das finanças do município, com a inclusão da Caixa de Previdência, com débito na ordem de R$ 10 milhões de reais, o presidente disse que foi uma iniciativa importante. “O caminho é esse de conversar com a população, explicar a vida do município, mostrar a realidade das coisas”, disse o presidente Gerson que teceu críticas também aos vereadores, a respeito das cobranças feitas em relação ao pagamento do salário, bem como de palavras ditas no rádio em relação a sua maneira de conduzir as coisas. “Acredito que é preciso ter um pouco mais de educação, na hora de tratar dos assuntos”, colocou o presidente.
Texto: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA - Foto: Antoniel Alves. 

Nenhum comentário:

Visita Online